About


Antes de falar sobre o Project Shadowing, primeiro eu preciso me apresentar, bem, meu nome é Joaquim, atualmente vivo no Rio de Janeiro – Brasil, sou programador, estudante de Direito e treino Jiu Jitsu, combinação um tanto estranha, eu admito, mas enfim...

Há alguns anos vinha pensando em sair do Brasil para viver em outro país, e quando eu realmente decidi, percebi que teria de superar outra barreira, além dos tão temidos processos de imigração, que seria aprender outro idioma, no meu caso, o inglês.

Já que eu precisava aprender inglês, qual seria a solução mais simples? Matricular-me numa escola de idiomas! Se você, assim como eu naquela época, pensa desta forma, já tenha em mente, você está completamente enganado!

Pesquisei muitas escolas, visitei tantas outras, fiz vários testes de nivelamento e muitas perguntas ainda necessitavam de respostas, como por exemplo:

• Por que a escola A promete fluência em 12 meses, a escola B em 18 e a C em 36?

• O que há de tão diferente entre elas?

Visitei cinco cursos e vi suas metodologias, a grande maioria é extremamente parecida, então continuei sem entender a razão pela qual em uma eu tinha que estudar 18 meses e em outra 36 para alcançar o mesmo objetivo, mas enfim, uma escola me chamou atenção, justamente por ser diferente das demais, pelo menos dentre as que visitei, então resolvi apostar.

Pesquisando como poderia acelerar meu aprendizado, descobri que meu curso utiliza uma técnica de ensino chamada Shadowing, a qual descrevo melhor aqui.

Em nove meses de curso e, evidentemente estudando muito por conta própria, consegui resultados que pessoas com anos de estudo muitas vezes não conseguem. Por exemplo, tenho amigos americanos e canadenses e converso com eles em inglês, outro resultado positivo foi ter acertado 60% do TOEFL, tendo em vista que me preparei para o exame por apenas sete semanas.

E onde o Project Shadowing entra nisso tudo?

Durante meu curso, o Shadowing foi largamente utilizado nas primeiras trinta semanas de aula e após este período a metodologia de ensino foi modificada e esta técnica não fez mais parte do conteúdo programático.

Outro ponto que me chamou atenção, o conteúdo do meu curso foi gravado por atores, era nítido ver que a dificuldade foi aumentando com o passar das semanas, mas ainda assim, não era um diálogo normal, natural entre dois falantes nativos.

E isso me causou certo desconforto, pois eu era capaz de entender meus professores, meus colegas de classe, aulas de inglês no Youtube, até mesmo meus amigos estrangeiros, mas assistir a um filme por exemplo era frustrante. Por que isso acontece?

Bem, essa não é uma pergunta fácil de ser respondida, pois podem haver diversas causas, mas o que posso falar de acordo com a minha própria experiência que, nós como estudantes, estamos basicamente preparados para discutirmos assuntos que temos familiaridade. Caso você já tenha feito algum curso de idiomas, me responda, quantas redações você fez sobre suas férias ou seus planos futuros?

Percebi que para melhorar meu aprendizado, adquiri mais vocabulário, melhorar a compreensão oral (listening) eu deveria consumir outros conteúdos, além dos oferecidos pelo curso, preferencialmente gravados por falantes nativos e de forma natural, então decidi aplicar o Shadowing a vídeos reais disponíveis no Youtube.

Foi aí que desenvolvi uma ferramenta para estudar por conta própria. A princípio era bem rudimentar e funcionava apenas no meu computador, porém minha esposa, que também estuda inglês assim como eu, me viu utilizando e achou a ideia interessante, perguntei a outros amigos, que também acharam interessante, então reconstruí boa parte do projeto para que pudesse ser disponibilizado de forma online e para quem queira usar.

Atualmente, o Project Shadowing conta com material em inglês e português, porém foi desenvolvido visando possuir qualquer idioma alfanumérico, de modo que seja possível acrescentar idiomas como francês e espanhol por exemplo.

Se você chegou até aqui, antes de mais nada, obrigado pelo seu interesse e espero que esta ferramenta lhe seja de grande utilidade e não deixe de ler como usar este site para tirar o máximo proveito.